terça-feira, dezembro 23, 2008

Momentos da Assembleia Municipal do Seixal que teve lugar ontem à noite.


Em primeiro lugar não posso deixar de verificar que ouvimos constantemente o chefe do PS no concelho do Seixal, o senhor Nuno Tavares referir que a CDU não tem legitimidade para governar o Concelho do Seixal, numa atitude ao estilo do fascismo, quando não votam nos que gostamos, não existe legitimidade. O chefe do PS no Concelho do Seixal deveria era explicar à população do concelho que votou no PS, o porquê da ausência de mais de um terço dos deputados do PS na Assembleia Municipal que iria aprovar o orçamento para 2009 e entre os faltosos estava mais o vez o senhor Vítor Ramalho candidato a presidente da Assembleia Municipal do Seixal, esta gente só se preocupa com a legitimidade dos votos da população para serem poder. Estou certo que os cidadãos do concelho que votaram no PS esperam que os seus eleitos exerçam com dignidade os seus cargos estejam no poder ou na oposição, mas como sabemos aos dirigentes do PS só o poder interessa.

Outro facto curioso foi ver o dirigente do PS que normalmente se põe a gritar Acorda Seixal, dizer que em 2009 iria entrar em vigor o novo regulamento de taxas e a Câmara Municipal do Seixal não tinha preparado o regulamento, criticando contundentemente a Câmara Municipal por esse facto. Os dirigentes do PS como andam a dormir não sabem sequer que em 2009 não vai entrar em vigor qualquer novo regulamento de taxas, provavelmente entrará em vigor em 2010, isto demonstra bem como andam a dormir os membros do PS. Uns faltam ás sessões, os outros não sabem do que estão falar.

Como seria de esperar os deputados do PS que estavam presentes, bem como os do PSD votaram contra o Orçamento, não que apresentassem algumas propostas, mas porque tendo em conta que este seria o ultimo antes de eleições, convém votar assim. Os deputados do BE ao contrário do ano passado que votaram contra o orçamento, optaram por reconhecer as virtudes do orçamento para 2009 e desta vez abstiveram-se, os deputados da CDU votaram favoravelmente o Orçamento para 2009.

Como todos sabemos a crise do capitalismo tem servido de desculpa para o governo, mas ainda há poucos meses o pior ministro das finanças da União Europeia e o seu primeiro-ministro José Sócrates afirmavam que Portugal estava imune à crise. O mais estúpido é que antes de a crise internacional se fazer sentir, já o nosso país estava em crise fruto das erradas politicas dos governos do bloco central de interesses (PS/PSD e CDS) e é neste difícil quadro que as autarquias têm que fazer os seus orçamentos. Penalizadas ainda por um governo que centraliza cada vez mais as verbas e que coloca os seus rapazes nas estruturas de modo a controlar tudo.

Apesar deste difícil quadro a Câmara Municipal do Seixal apresenta um orçamento que permite auxiliar a população no momento particularmente difícil, a derrama como sabemos baixou para as empresas à custa do orçamento municipal, também o IMI para os prédios já avaliados terá uma redução de 20% permitindo algum apoio às famílias. Ao contrário do que fez o governo o apoio ás juntas de freguesia também aumentará, pois o trabalho desenvolvido pelas freguesias deve ser valorizado e apoiado, prestam um serviço fundamental e insubstituível à população. O investimento municipal é também elevado, novas escolas, reforço e melhoria dos equipamentos desportivos, a valorização da frente ribeirinha, na valorização e recuperação do património histórico, novos parques urbanos, novas viaturas pesadas para recolha de resíduos sólidos urbanos e a conclusão da rede de tratamento de efluentes que deixará o concelho do Seixal ao melhor nível do país.

Também muito importante é que apesar das dificuldades que o nosso país atravessa a Câmara Municipal do Seixal reforça também o apoio na área social, que como todos sabemos no caso do nosso município vai muito para alem das suas competências, a actividade cultural é intensa e de grande qualidade, contando o movimento associativo cultural com significativo apoio da câmara, o movimento associativo na área do desporto também é valorizado pelo município, também considerável é o elevado investimento nas crianças e suas famílias, através do plano educativo municipal. Tudo isto é possível num momento difícil porque o projecto autárquico da CDU é construído com a população e com os trabalhadores da Câmara Municipal do Seixal, fundamentais para o trabalho desenvolvido e que está por desenvolver, é fácil criticar os trabalhadores da administração publica e até dá popularidade a governantes oportunistas e incompetentes, mas o serviço que nos prestam a todos nós é essencial para o desenvolvimento do nosso país, desenganem-se os que julgam que entregando serviços essenciais ao sector privado ficamos melhor servidos.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

E o Obama do Seixal , o candidato do PSD a sabe-se lá a quê ,num momento importantissimo para o Municipio ,o debate do Orçamento esteve caladinho que nem um rato . Já é o candidato , o grande sonho da vida dele, e nem sequer discute o orçamento !

Assim não vamos lá e a politica no Seixal começa a ter um registo "por baixo".


Boas Festas

2:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Obama do Seixal teve medo do Alfredo Monteiro, e por isso colocou o rabinho entre as pernas e esteve calado durante a Assembleia.

1:48 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home