segunda-feira, dezembro 15, 2008

Rápidas da Lusodider

1-A Lusosider enviou para casa 90% dos trabalhadores, que ficarão a receber cerca de 60% do seu salário, alguns casos será menos pois os subsídios que compunham parte significativa de alguns salários, não são agora considerados.

2-Esta empresa que assinou protocolos com o governo de modo a viabilizar-se um investimento de mais 16 milhões de euros numa linha-férrea, convinha que o governo não enfiasse a cabeça na areia como o tem feito nos últimos anos com esta empresa. Os trabalhadores já tinham alertado há muito para o que iria acontecer.

3-A empresa manda os trabalhadores para casa, mas quem irá assegurar boa parte dos seus reduzidos salários será o estado português, ou seja a Lusosider é sempre a ganhar.

4-Convinha perceber as constantes viagens à Madeira de alguns senhores da Lusosider.

5-O governo não deve ficar expectante como habitual e deve fiscalizar a actividade da Lusosider. Para perceber se os produtos que vêm do Brasil, não são modificados em Portugal de modo a possibilitar a sua exportação posterior para a União Europeia.

6-A Lusosider infelizmente serve como exemplo para outros trabalhadores, que acreditam nas tretas que alguns andam constantemente a vender, entre eles o governo do PS. Reduzir constantemente os direitos dos trabalhadores não garante os postos de trabalho, somente permite que aumente a exploração sobre quem trabalha.

7-Somente a luta organizada dos trabalhadores, permite a defesa dos seus direitos, só a luta é o caminho.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

E os restantes trabalhadores vão acabar por ir todos para casa se a ideia e projecto da Câmara for avante, o da urbanização de toda a area,para haver predios não pode haver postos de trabalho.

11:28 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Isso é falso,as actuais areas da Lusosider e da SN mantem a sua area industrial, estando ainda previstas algumas dezenas de hectares para o pseudo investimento da Lusosider. Alem disso do projecto de requalificação dos terrenos da antiga siderurgia tambem faz parte a 3ª fase do PIS que é a mesma area industrial das fases 1 e 2.

Aproveito ainda para informar que o governo queria somente requalificar oitenta hectares, precisamente os que se destinam à habitação, algo que a CM do Seixal refutou de imediato, pois só faria sentido um projecto que englobasse toda a area.

aldeia pp

9:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Convém já agora falar um dos ultimos dinossauros da S.N. Neste momento quem vos escreve está à 34 anos na empresa e sujeito a ficar sem nenhuma regalia. Respeito todas as ideias desde que não façam deste caso bandeira poítica (seja ela qual for).Ver sim tudo o que foi feito no passado e carradas de asneiras que os politicos fizeram e que tornou uma grande empresa num molho de escombros.
Lusosider

9:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Espero que ninguém ouse utilizar o que se passa na lusosider para fins politicos.tudo o que de bom e de mau se tem passado neste cantinho é da responsabilidade de todos esquerdas e direitas.estou no mesmo barco dos meus colegas mas não quero ser troféu de caça de ninguem.

Veterano da S.N

11:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Meu caro amigo tudo o que se passa na Lusosider é politico, por vezes dá jeito navegarmos à margem, mas existem alturas em que temos de tomar posição e acredite se existe algo que dá muito jeito aos poderosos, é o analfabeto politico.

aldeia pp

1:36 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home