sábado, fevereiro 07, 2009

Somos fundamentais para o desenvolvimento do país.


O governo fez uma proposta de plano estratégico para o Arco Ribeirinho Sul explica que as intervenções no Barreiro, Aldeia de Paio Pires (Seixal) e Almada vão decorrer durante 12 a 18 anos.

O plano para o Arco Ribeirinho Sul foi uma iniciativa das autarquias da região, que o governo acabou por reconhecer ser uma mais-valia para o desenvolvimento da região e do nosso país. Estou convicto que as autarquias terão um papel crucial no bom desenvolvimento do plano do Arco Ribeirinho, pois bem sabemos quando o governo centraliza este tipo de projecto dá borrada e desvirtua o que no inicio era uma óptima solução.

Este plano será alvo de parecer por parte dos municípios em causa, estou em crer que se este conter no essencial as propostas das autarquias de Almada, Barreiro e Seixal e estas continuarem a desempenhar um papel crucial e decisivo no mesmo o parecer será favorável.

O reconhecimento tardio por parte do governo do plano para o Arco Ribeirinho Sul veio demonstrar uma vez mais que os autarcas da CDU tinham razão e demonstrou uma vez mais que o PS não tem qualquer projecto para o Concelho do Seixal. Recordo que aquando da aprovação do projecto para os terrenos da antiga Siderurgia na Assembleia Municipal do Seixal, muitos do membros do PS votaram contra o mesmo, entre eles o chefe do PS no Concelho do Seixal, o senhor Nuno Tavares. Também não será demais recordar que o líder do PS no distrito de Setúbal e membro na Assembleia Municipal do Seixal (quando se lembra de aparecer), chegou mesmo a acusar a câmara do Seixal de ilegalidades neste projecto. Como sabemos veio a comprovar-se que o senhor Vítor Ramalho e o PS mentiam uma vez mais.

Também será curioso assistir no futuro à posição do PS e do PSD em relação a este plano para o Arco Ribeirinho Sul, algo me diz que passarão a ser os maiores defensores do mesmo e a não me admiraria que passassem a afirmar que sempre defenderam o mesmo.

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

CONTINUAS A ALDRABAR E A ENGANAR QUEM LÊ O TEU BLOG MAS AS PESSOAS JÁ TE CONHECEM, TODOS OS INVESTIMENTOS QUE VÃO APARECER NO SEIXAL E TAMBEM NO DISTRITO SÃO OBRA DO GOVERNO EXISTENTE TU BEM QUERIAS SER GOVERNO MAS NÃO TENS E NUNCA VAIS TER EPOTESES DE ISSO ACONTECER MEU ALDEÃO DE MERDA, NÃO SEIJAS MAIS UMA VEZ ALDRABÃO

4:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Lendo os comentários dos chuchas que por aqui passam, dá perceber bem que estamos entregues a pessoas muito “inteligentes”, que infelizmente retiram qualquer hipótese de Portugal ser um país como futuro.

Aceita um conselho não sejas parvo (P.C.), até te fica mal.

aldeia pp

7:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O PS nas ultimas autarquicas foi contra a ponte Seixal-Barreiro.

1:44 da manhã  
Blogger Samuel Cruz said...

Caro Aldeia,

O PS é um Partido de homens livres e orgulhamo-nos desse património, por isso podemos votar de forma diferente consoante nos dita a nossa consciência, foi isso que aconteceu em relação à reconversão dos terrenos da ex-siderurgia nacional e orgulhamo-nos disso. E digo-o tão à vontade quanto o facto de eu sempre ter votado favoravelmente este projecto. Sempre gostaria era de saber qual o papel da Câmara Municipal neste processo, já que este estudo foi encomendado e pago por uma empresa pública (na dependência da administração central - Ministério das Finanças) a SN-SGPS. Pois a Câmara disse que era bom e concordou, mas isso é pouco, não acha? Em especial para quem reenvindica a paternidade do projecto. Mais a Câmara não viabilizou a descontaminação daqueles solos, pois nunca emitiu as licenças necessárias ao funcionamento dum aterro de residuos perigosos no local (apesar da respectiva licença ter sido emitida pelo Ministério do então Ministro José Sócrates), licença essa que entretanto caducou. Acrescente-se que esta liceça ambiental era a única em vigor no país e destinava-se apenas a residuos do concelho. Assim se vê quem efectivamente se preocupa com o bem estar da população!
Quanto à ponte Seixal-Barreiro o PS nunca foi contra a construção da mesma, apenas disse que esta devia ser construída em conjunto com a terceira travessia do Tejo, o que efectivamente veio a acontecer e por decisão dum Governo Socialista, congratulamo-nos com o facto, naturalmente.

9:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O senhor vereador sabe bem que o líder do PS no distrito de Setúbal acusou a CM do Seixal de ilegalidades no projecto da siderurgia que é um projecto que desde a 1ª hora conta com a activa participação da CM do Seixal e com a oposição do PS no Concelho do Seixal, basta vermos a atitude do líder da concelhia do PS Seixal e do ausente membro da Assembleia Municipal do Seixal e líder distrital do PS.

Não esqueço o requerimento do na altura deputado Vítor Ramalho e hoje colocado no Inatel, em que acusava a CM do Seixal de lesar os interesses da região bem como uma empresa pública.

Acredito que hoje em dia dê jeito ao PS Seixal colar-se a um projecto que sempre se opuseram.
Quanto ao aterro da Ecodetra já tive oportunidade de lhe responder por duas vezes e volto a repetir.

Quanto ao aterro de resíduos perigosos que José Sócrates queria colocar no Concelho do Seixal este entraria em funcionamento e não havia garantias do governo de que se procedesse à reconversão dos terrenos da antiga siderurgia, a CM do Seixal fez na minha opinião o que tinha a fazer dava a licença mediante o compromisso da resolução do passivo ambiental do Concelho do Seixal, se não o tivesse feito nesta altura teríamos centenas de camiões carregados de resíduos perigosos a atravessar as estradas do nosso Concelho diariamente para depositar no aterro da ECODETRA de Fernão Ferro e resolução do passivo ambiental nada, como uma vez mais ficou provado neste orçamento de estado com a recusa do PS em incluir verbas para a resolução do passivo ambiental deixado na Aldeia de Paio Pires.”

O que escrevi em Novembro de 2007 está completamente actual com a agravante de o governo do PS ter arrecadado mais 32 milhões de euros com os negócios da antiga Siderurgia e esquecer-se uma vez mais de resolver o problema do passivo ambiental como lhe compete.

O senhor vereador já demonstrou saber defender os seus interesses pessoais, os da população do Concelho do Seixal, sabemos uma vez mais que não defende. É vergonhoso que o senhor vereador saiba que existam cerca de 1 700 000 toneladas de resíduos, dos quais só seriam tratados no aterro da Ecodetra cerca de 15% (pouco mais que 200 000 toneladas). Com a solução do senhor vereador a grande maioria dos resíduos da antiga siderurgia ficariam por resolver cerca de 1 500 000 toneladas, ou seja, o problema do passivo ambiental na Aldeia de Paio Pires mantinha-se.

Como tal acho muito bem que a Câmara Municipal do Seixal só autorize a instalação do aterro, como contrapartida da resolução plena do passivo ambiental da antiga siderurgia.

Se a Câmara Municipal do Seixal fizesse o que o senhor vereador pretende o problema do passivo ambiental não seria resolvido, mas a Mota Engil (que detém parte da ECODETRA) onde está o socialista Jorge Coelho agradecia a licença para uma Estação de Tratamento de Resíduos Perigosos, é fácil perceber que interesses defende o senhor vereador do PS, os interesses da população do Concelho do SEIXAL, não são certamente.

aldeia pp

10:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

MEU CARO ALDEIA, QUE DELICIA FOI LER A SUA RESPOSTA AO SR. VEREADOR.

10:02 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home