quinta-feira, outubro 16, 2008

A FALTA DE VERGONHA OU A AUSÊNCIA DELA





No concelho do Seixal face ao desenvolvimento populacional, há muitos anos que a Estrada Nacional 10 se encontra com a capacidade de escoamento de transito esgotada.

Por esse motivo, a maioria comunista que governa este concelho na elaboração do PDM, em 1993, definiu um espaço canal para a construção de uma estrada alternativa à EN 10 com 4 faixas de rodagem. A necessidade de tal estrada foi assumida pelo poder central quando, em 1998, colocou a construção da mesma no Plano Rodoviário Nacional.

É sabido que a construção das vias de circulação previstas no Plano Rodoviário Nacional é competência da Administração Central. Apesar disso, os vários Governos do PS e do PSD nada fizeram para a construção da Estrada Alternativa à Nacional 10.

Perante a falta de iniciativa do Governo decidiu a Câmara Municipal do Seixal avançar em 2005 com a 2.ª fase desta obra, construindo o troço Corroios – Quinta da Princesa. A obra iniciou-se, tendo sido construído o viaduto de Corroios, mas teve de ser suspensa em virtude do Governo do Partido Socialista ter imposto à Câmara Municipal do Seixal que o abate de alguns sobreiros para a construção da Estrada só podia ser efectuado após autorização governamental, a qual tinha de ser precedida de declaração de interesse público.

Face a esta inesperada exigência a Câmara Municipal do Seixal, em 31 de Janeiro de 2007, remeteu à Direcção Geral de Recursos Florestais os elementos necessários à instrução do processo de abate dos sobreiros.

Em 29 de Novembro de 2007, dez meses depois do início do processo e após múltiplos contactos por parte da Câmara, houve informação que o processo aguardaria um parecer jurídico.

Em 9 de Abril de 2008, quinze meses volvidos após o início do processo e após múltiplos contactos por parte da Câmara, houve informação que tinha sido emitido parecer jurídico favorável, estando o processo apenas a aguardar o despacho do Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, despacho esse que seis meses volvidos ainda não foi assinado.

Verifica-se assim que o atraso na construção da Estrada Alternativa à Nacional 10 é unicamente da responsabilidade do Governo do Partido Socialista, o qual por motivos obscuros ou talvez não... está a boicotar o trabalho da Câmara Municipal do Seixal e a prejudicar a população deste concelho.

Apesar de saber dos factos supra expostos, o Partido Socialista e o Partido Social Democrático no Seixal acusam a Câmara de não concluir a Estrada Alternativa à Nacional 10.

O mínimo que se pode dizer é que os responsáveis concelhios do Partido Socialista e do PSD não têm vergonha e deturpam escandalosamente a realidade dos factos... imputando responsabilidades a quem não tem qualquer responsabilidade, excepto a de querer fazer uma obra que era da responsabilidade da administração central!!!

Acresce que o tempo decorrido - quase 2 anos, sem que o despacho seja assinado – demonstra que existe uma manobra concertada do Partido Socialista de boicote ao trabalho da Câmara Municipal do Seixal… E que o governo do Partido Socialista mais do que resolver os problemas da população do Seixal se preocupa em boicotar o trabalho autárquico que está a ser realizado pelo PCP.

Esta triste realidade demonstra ainda que os dirigentes locais do PS e do PSD não olham a meios para atingirem fins, e que não hesitam em prejudicar a população do concelho do Seixal em prol das suas manobras politicas.

Mas a população do Seixal saberá distinguir o "trigo do joio" e na hora de escolher saberá ver que a única força politica que defende de forma intransigente os seus interesses e os seus anseios é o PCP.

PAULO SILVA
Eleito pelo PCP na Assembleia Municipal do Seixal e na
Assembleia Metropolitana de Lisboa

12 Comments:

Blogger Filipe de Arede Nunes said...

Este texto é inacreditável. Eu questiono-me se quem o escreve tem noção do que diz!

A CMS promete a construção de uma estrada e alguém a inicia (terá sido o hipermercado que não irá para lá?), sendo certo que sem cumprir os requesitos minimos para que a obra se concretize!

Portanto, o que se conclui: que a CMS incompetentemente prometeu algo que não poderia cumprir; propagandeou uma obra que não construiu; imputa responsabilidades aos partidos da oposição no Seixal, quando é a CMS a única responsável.

Cada vez mais estou convencido que este senhor que assina o texto não tem mesmo vergonha. Deturpa os factos por forma a que se enquadrem numa visão fantasiosa que tem de uma realidade que não existe.

Haja vergonha!

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

11:16 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

O Paulo Silva devia ir ao programa da Teresa Guilherme

12:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Toda a gente sabe que quem estava a financiar a construção da alternativa era o Carrefour, mas como se adiantaram demais com abate de árvores sem autorização o seu hiper-mercado ficou comprometido ... a obra nunca foi da CMS por isso não pode ser assacadas responsabilidades a quem se assumiu como dono de obra mas nunca o foi. (LOL)

12:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Paulo Silva e o aldeia pp,no programa da Teresa Guilherme,vinham de lá tesos,não passavam da primeira pergunta.

12:29 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

12:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

12:46 da tarde  
Anonymous luis lopes said...

Se o que dizem é verdade e eu ainda não vi desmentido,será que a cadeia de distribuição que entretanto comprou o Carrefour,está disponivel para acabar a obra?
Sabe responder,Kamarada?

5:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A cadeia de supermercados não ofereceu nada, pois eles não nos dariam esta obra somente porque o Concelho do Seixal precisa e o governo não fez o que devia.

aldeia pp

5:42 da tarde  
Anonymous luis lopes said...

Kamarada,tu escreves sempre uns artigos muito bem elaborados,com alguns concordo,com outros não e escrevo qualquer coisita.O que me intriga é que as tuas respostas,são tão fraquitas que eu já me questiono se és tu que escreves os artigos ou é outra pessoa.

6:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mais um dilema para a ”pide ps” tentar descobrir, confesso não gosto muito de caixas de comentários como já afirmei facilmente se passa da discussão a um assunto para assuntos laterais.

A moderação de comentários é também é uma treta, um palerma tirou o dia para enviar comentários e pelo ritmo vou ter dificuldade em verificar os que merecem a pena publicar…

aldeia pp

6:28 da tarde  
Anonymous Paulo Silva said...

Drº Filipe, se alguém não sabe o que escreve, esse alguém não sou eu... Se V. Excª tivesse o cuidado de comprovar o que escreve antes de escrever, teria concluido que os factos por mim mencionados constam de uma moção aprovada por unanimidade na ultima Assembleia Municipal, e cujo conteudo vou agora remeter ao responsável do blog, para publicação caso o mesmo entenda. Assim sendo, como na realidade o é, o teor do seu comentário não passa de um atestado de incompetência aos eleitos do PSD na Assembleia Municipal que votaram a referida moção.

8:14 da tarde  
Blogger Filipe de Arede Nunes said...

Caro Dr. Paulo Silva,

Não existe nenhuma alteração aos factos que enunciei, em virtude da aprovação da moção em AM.

Pode tentar enganar muita gente com essa sua conversa, mas cada vez mais vai enganando menos! Não consegue, por muito que tente, negar o que escrevi.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

PS: Não disse que não sabia escrever. O que disse foi que o Dr. Paulo Silva deturpa os factos por forma a que se enquadrem numa visão fantasiosa que tem de uma realidade que não existe.

10:21 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home