quinta-feira, setembro 11, 2008

Rápidas

1- Ao contrário do que afirmavam alguns mentirosos aqui pelo Concelho do Seixal, o município tem capacidade financeira para investir como comprovam os projectos já aprovados do QREN e as candidaturas que ainda esperam aprovação.

2- Onze de Setembro é sinónimo de barbárie, o massacre de chilenos por parte do ditador Pinochet devidamente apoiado pelo governo americano e mais recentemente o ataque terrorista a civis americanos, que infelizmente serviu de pretexto para mais massacres e violência sobre populações civis e desprotegidas.

3- O Seixal Jazz está de volta e em grande estilo a avaliar pelo programa anunciado, mantendo assim o elevado nível do Festival Internacional de Jazz que se realiza no nosso Concelho e que o levou a ser considerado dos melhores da Europa.

4- Ontem lia num cantinho de um jornal de “referência” que os “ricos” que correspondem a cerca de 18% da população mundial possuem 88% da riqueza mundial e que devido à crise mais de 100 milhões de pessoas serão atiradas para a pobreza, isto apesar da riqueza mundial ter aumentado, é fácil de perceber que o sistema em que vivemos não serve para a classe trabalhadora e para os mais desfavorecidos.

5- No futebol nem tudo são más noticias, confirmaram-me que o Zé do Golo vai continuar no Aldeia esta temporada e que o Celso poderá assinar, se este ultimo se confirmar compro dois “Gamecards”.

8 Comments:

Blogger Filipe de Arede Nunes said...

A primeira é tão engraçada que ainda não consegui de rir. A disponibilidade financeira é tão grnade que ainda à pouco tempo obrigou a que a CMS tenha contraido um emprestimo no valor de 10 milhões de euros...!

Boa noticía é de facto a do Seixal Jazz. É pena é que seja mesmo à beirinha das eleições!

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

3:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eram vocês e mais alguns que diziam que a Câmara Municipal do Seixal não tinha capacidade de endividamento como se vê estavam errados ou mentiam descaradamente uma vez mais, pois só pede dinheiro à banca quem tiver capacidade para pagar.

aldeia pp

4:05 da tarde  
Blogger Filipe de Arede Nunes said...

O Aldeia de Paio Pires está enganado. A lei estabelece os limites de endividamento das autarquias, que correspondem a um dado objectivo!

Assim sendo, eu - pelo menos eu - nunca me referi à possibilidade da CMS estar incapacitada de se endividar.

Agora, se quer falar de endividamente a conversa é diferente: onerar as gerações futuras com a propaganda do presente é uma vergonha!

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

6:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Claro, ninguém o disse, é mais uma invenção comunista. Na minha opinião empréstimos para se proceder a investimento como foi o caso é uma boa solução, rara é a autarquia, qualquer organismo do estado ou mesmo a grande maioria das empresas que consegue efectuar elevados investimentos e não tenha que recorrer à banca.

aldeia pp

6:24 da tarde  
Blogger Filipe de Arede Nunes said...

Caro Aldeia de Paio Pires.

Relativamente aos emprestimos que amiudadamente se fazem nas autarquias deste país (e também pelo próprio Estado), confesso que acho que estou numa posição muito minoritária.

Tenho consciência que a maioria das pessoas considera fundamental que eles existam.

No entanto - e também na minha vida pessoal me comporto da mesma forma - eu acho que são um erro. Nas autarquias acho ainda mais grave, nomeadamente porque o pagamento de um emprestimo ultrapassa o limite dos mandatos o que pode prejudicar as políticas a implementar por executivos futuros.

Fica a minha opinião.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

10:53 da manhã  
Blogger Samuel Cruz said...

Caro Aldeia,

Pese embora o seu racíocinio esteja correcto (empréstimos para investir - são empréstimos justificados), até porque são reprodutivos, não foi isso que se passou com o último empréstimo contraído pela Câmara Municipal do Seixal. É que apesar de na justificação do empréstimo aparecer um documento a falar dos tais investimentos que refere, na revisão orçamental que suportou o referido empréstimo essas obras eclipsaram-se. Ou seja, uma falácia.
Por esta mesma razão, se não sabe fica a saber o Partido Socilaista, apresentou uma queixa na tutela sobre este assunto.
Atentamente,

10:22 da manhã  
Anonymous ppfc said...

Fugindo da questão politica que mais não é que arrufos de comadres da politica concelhia esperemos que o PPFC suba à 1º DIVISÃO e que para 2009/2010 se consiga ter o piso sintético no campo de 11 para
melhorar as condições dos cerca de 200 atletas que praticam desporto no clube.

2:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Senhor vereador Samuel Cruz, se o PS se acha no direito de denunciar junto de quem de direito, acho muito bem, ao que li acerca do empréstimo este prendia-se com despesas em investimento se não estou em erro alguns desses investimentos relacionados com a renovação do parque escolar.

Finalmente as autarquias já podem candidatar-se a fundos comunitários para a construção de escolas, incompreensivelmente esse privilégio durante anos e anos foi restringido somente ao governo central, pelo que vi o Seixal candidatou-se a esses fundos comunitários e terá que ter disponibilidade financeira para encetar a sua parte.

Ao contrário daquilo que o senhor normalmente afirma não tenho qualquer vínculo laboral com o município do Seixal e decerto que nem o senhor acreditará muito naquilo que afirma quando insinua que tenho algo a ver com o Pelouro do Desporto, o meu conhecimento acerca do mesmo, prende-se tão-somente com o interesse que enquanto cidadão e militante comunista tenho acerca da realidade que me rodeia, como tal, o facto que acima descreve é para mim uma novidade.

Quanto ao PPFC, esse desejo é por mim partilhado, mas mais do que a subida de divisão também eu espero que a colocação de um relvado sintético seja uma realidade e que a manter-se a dinâmica visível no Aldeia, julgo que dentro em breve, somente a colocação de um relvado não será suficiente para as necessidades existentes, o espaço envolvente poderá ser uma boa solução.

aldeia pp

3:43 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home