sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Orçamento de estado, ao serviço de quem?

Mais um bom exemplo de como PS e PSD sucessivamente beneficiam os privados neste caso TST e Rodoviária de Lisboa que recebem mais do que devem e ainda recebem indemnizações compensatórias do governo, as empresas de transportes públicas são prejudicadas, mas mesmo entre estas o governo protege as que dependem de si, caso da Soflusa e do Metropolitano que recebem indemnizações compensatórias via orçamento de estado, o mesmo já não acontece com os Transportes Colectivos do Barreiro, que alem de não receberem o que é devido pelo numero de pessoas que transportam, também não têm direito a qualquer financiamento do orçamento de estado, esta situação demonstra bem que ao serviço de quem têm estado os “nossos” governos beneficiando claramente as empresas de transporte privadas, em claro prejuízo nesta caso de uma que é gerida por uma autarquia (Barreiro).

Alguns excertos da noticia da RTP:

Joaquim Matias Vice-presidente da Câmara Municipal do Barreiro "não somos os únicos nesta situação, a Soflusa perde também 32 por cento, enquanto o Metropolitano perde 45 por cento. Os privados, a TST e Rodoviária de Lisboa, recebem mais 60 por cento do que tinham direito"

"O Metropolitano e Soflusa perdem mas são compensadas pelo Orçamento de Estado, os TST e Rodoviária recebem mais do que têm direito e são compensados pelo Estado, os TCB perdem e não recebem nada"

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home