quarta-feira, janeiro 16, 2008

“Legitimado” o ataque de Sócrates ao Parque Natural da Arrábida


O que deveria estar em discussão neste momento era a mudança da Secil para outro local, mas a teimosia de Sócrates é perpetuar a cimenteira no Parque Natural da Arrábida e ao permitir-se a co-incineração na Arrábida é mais um passo nesse sentido.

Dizem que este governo socialista tem os tentáculos do seu polvo por todo o lado, não sei se será bem assim, mas não deixa de causar alguma estupefacção a tremenda coincidência de em dezenas de conselheiros que compõem o Supremo Tribunal Administrativo ser o mesmo relator que decidiu sobre Souselas, vir agora decidir também sobre a Arrábida.

Mas as curiosidades não se ficam por aqui, vejam o que passa com o que deveria ser um Concurso Publico Internacional em que havia 4 propostas para tratar as 160 mil toneladas de lamas oleosas, o maior passivo ambiental em Portugal e algumas dessas propostas seriam menos dispendiosas e não passavam pela co-incineração em cimenteiras, mas este Concurso Internacional foi anulado e agora será feito por ajuste directo, veremos onde será, infelizmente estas situações vêm demonstrar uma vez mais que este governo socialista não tem qualquer preocupação com o ambiente, a única coisa que os move neste processo é a negociata que está por trás da co-incineração.

Também não deixa de ser curioso que aqueles que vivem e subsistem há décadas no Parque Natural da Arrábida nada possam fazer nos seus terrenos, que os pescadores não possam continuar a exercer a sua actividade, mas pedreiras, cimenteira e agora co-incineração é à vontade.

1 Comments:

Blogger Ponto Verde said...

O que deveria estar em discussão neste momento era a mudança da Secil para outro local,

Não podia estar mais de acordo!

9:41 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home