quinta-feira, julho 19, 2007

Justificar o injustificável

As desculpas do governo socialista e dos funcionários do regime são engraçadas, mesmo não tendo nenhuma piada, nos locais onde existe pouca população encerra-se porque existem poucos doentes, nos locais onde existe muita população como é o caso do concelho do Seixal encerra-se porque existem muitas pessoas e poucos médicos, isto não passam de desculpas da treta somente para o cumprimento de metas orçamentais, porque primeiro estão as contas do governo e depois estão as pessoas.

Jorge Domingues justifica o encerramento porque graças ás Unidades de Saúde Familiar mais 4000 pessoas terão médico de família, num universo de 50000 que não têm medico de família de família vê-se bem que benéficos esta medida terá para os habitantes do Concelho do Seixal, mas este responsável clínico ainda tem a coragem de afirmar “com excepção daqueles que não têm médico de família, só terão de recorrer ao SAP da Amora a partir das 20:00, altura em que deixam de ter atendimento na USF a que pertencem.” Os que não têm medico de família que são somente 46000 pessoas vindas da Aldeia de Paio Pires, Arrentela, Amora, Corroios, Fernão Ferro e Amora.

Para estes senhores que governam o país não passamos de estatísticas e não pensam nas dificuldades e sofrimento das pessoas, ou seja, quem normalmente mais recorre ao SAP são idosos e crianças os sectores mais vulneráveis, que têm visto os seus orçamentos cada vez mais reduzidos e os custos com a saúde a aumentar, porque não nos podemos esquecer dos constantes aumentos das taxas moderadoras e da criação de novas taxas e que neste momento graças à criatividade deste desgoverno socialista os habitantes do concelho do Seixal terão um encargo superior, porque a deslocação das diversas freguesias para a Amora não será suportada pelo governo e de muitos locais nem existem transportes públicos que o assegurem, mas como somos todos ricos podemos ir de táxi, ou se não formos ricos, temos que fazer como um energúmeno que eu me recuso a referir o nome disse “controlem as vossas despesas”.

Um vereador do PS José Assis referiu também que houve um «aumento de serviços no concelho com a criação das Unidades de Saúde Familiares», passando o discurso perfeitamente orquestrado com os serviços que procederam ao encerramento do SAP, o senhor vereador demonstra desconhecimento do Concelho do Seixal e das dificuldades dos habitantes do Concelho pelo qual foi eleito, o senhor vereador sabia que antes de existir a USF de Fernão Ferro todos os pacientes com ou sem medico de família eram atendidos em Fernão Ferro, com a criação de Unidade de Saúde Familiar alguns ganharam médico de família, mas a maioria dos pacientes de Fernão Ferro que não tinham médico de família foram enviados para o Seixal e que neste momento são reenviados para a Amora, como o senhor vereador saberá é muito fácil, muitíssimo, ir de transportes públicos de Fernão Ferro para o Seixal e é ainda mais fácil ir para a Amora, o senhor vereador José Assis para a próxima tente saber um pouco mais sobre a realidade que o cerca e depois vir em defesa do indefensável.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Os novos Chuchas como Sócrates e companhia fazem são os melhores herdeiros do Salazar. O Mario bochechas enchia os bolsos mas ainda fingia ter algumas preocupações com o povo, agora estes é só mamar.

7:49 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home