quarta-feira, novembro 05, 2008

Os criminosos encobrem-se uns aos outros.



As negociatas em torno do BPN são bem o exemplo da promiscuidade entre os partidos do centrão PSD/PS e o grande capital, desde a grande capacidade demonstrada pela elite do PSD para o crime organizado, passando pela atitude complacente por parte do PS, seja pelos seus rapazes colocados em áreas estratégicas, Banco de Portugal, CMVM, ou Tribunal de Contas ou pela atitude de franca colaboração com os criminosos como tem feito o governo do PS, esta nacionalização dos prejuízos deixando os lucros nas mãos do gang do BPN, não é mais do que um apoio do governo ao crime organizado, assim fica mais fácil de entender a não-aceitação da proposta do PCP de agravamento das penas para crimes económicos e financeiros (na minha opinião deveria agravar ainda mais as penas).

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home