quinta-feira, novembro 13, 2008

Mina de Aljustrel encerra



Em 19 de Maio de 2008 numa acção de propaganda diziam isto:

José Sócrates :

reactivação das minas de Aljustrel é um projecto que o país precisa

Hoje, estão com dinamismo, energia, vontade e optimismo. A partir de agora, estas minas vão poder vender o seu minério e acrescentar riqueza à empresa, naturalmente, mas também à região e ao país", afiançou Sócrates, lembrando que "poucos acreditavam" no projecto, mas que o "Estado acreditou e incentivou este investimento".

Manuel Pinho :

"Portugal exportou 450 milhões de euros em 2005 e 730 milhões de euros em 2007. Portugal tem que ser ambicioso e colocar a fasquia nos mil milhões de euros o mais rápido possível", disse.

Quando estiver a funcionar em pleno, em 2009, a Pirites Alentejanas prevê a criação de 220 postos de trabalho directos e 450 indirectos, tendo o complexo uma produção anual estimada de 80 mil toneladas de zinco, 17 mil toneladas de chumbo e 1,25 milhões de onças de prata.

Hoje, 13 de Novembro de 2008 a realidade é bem diferente

Infelizmente a realidade hoje é bem diferente, fruto de uma gestão danosa da empresa e desconfio que da mesma forma que o governo ignorou os trabalhadores da Lusosider, também nas Minas de Aljustrel deverá ter ignorado as denuncias dos mineiros.

Leia aqui o comunicado da Comissão Concelhia de Aljustrel do PCP, deixo-vos somente um excerto:

Neste contexto, são de grande hipocrisia as palavras do governador civil de Beja e de um responsável do PS de Aljustrel, tentando desculpabilizar Sócrates e atribuindo a culpa do fecho da Mina à “crise internacional”. Pois é: este Governo tem milhões e milhões para evitar a falência dos bancos – até já nacionalizou um, vitimado por gestão fraudulenta – mas assobia para o lado quando se trata de salvar centenas de postos de trabalho em Aljustrel.

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ó aldeão de merda deixa-te de merdas o que tu dizes é só aldrabices para que os que não te conhecem acreditem em ti .
Isso era o que os comunistas como tu queriam porque só querem é o mal estar das pessoas porque tu como trabalhas na camara estás a cagar de alto , por isso mais uma vez deixa-te de merdas e respeita quem trabalha.

11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ouvi o Ministro da Economia, passado um pouco ouvi as promessas do Presidente do Estrela da Amadora, espero estar enganado mas fiquei com a ideia que tanto num caso como noutro o resultado será o mesmo.

Pereira

11:56 da tarde  
Anonymous Maria said...

O primeiro coment anónimo diz q o Aldeia pp é que diz aldrabiçes, mas ele no fundo ... no fundo sabe que aquilo que escreveu não corresponde à verdade!

Quando não se tem argumentos, parte-se para a agressão! E já agora, caro anónimo não se esconda no anonimato e assuma-se... não seria certamente uma surpresa saber quem é!

2:41 da tarde  
Anonymous luis lopes said...

E a Maria é quem?
A mãezinha do aldeia pp?Ou será do Paulo Silva?ou ainda do Dijambura?
e se fosse dar uma volta ao bilhar grande,não faria melhor?

11:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Os reles não conseguem mais do que tentar ofender, são uns frustrados, não percebo o que te leva a aturar esta gente, um abraço companheiro.

És o maior e em 2009 votarei nos comunistas novamente,desta vez não será só para a Junta.

R.C.

2:58 da manhã  
Anonymous luis lopes said...

Fábula:
O nosso amigo R.C.,descobriu-me a escrever um comentário para o blog do aldeia pp,não gostou,veio de lá e depois de me chamar reles deu-me um murro que me abriu o sobrolho.
Fui direito ao Garcia de Horta, levei três pontos no sobrolho.O médico receitou-me,um analgésico e um anti-inflamatório e disse-me para me dirigir à farmácia hospitalar,que lá me forneceriam os medicamentos gratuitamente.
Conclusão:
O malandro do Sócrates,resolveu em conselho de ministros,aprovar um D.L. que vai dentro em breve permitir que os operados em ambulatório no SNS,usufruam dos medicamentos necessários,no pós operatório, gratuitamente.
Acorda Seixal!

6:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A corda Seixal, só se for para alguns socialistas se enforcarem.

11:23 da tarde  
Anonymous Maria said...

Caro Luis Lopes;

Garanto-lhe que não sou "a mãe do Aldeia pp, do Paulo Silva e muito menos do Dijambura" ... sou simplesmente a Maria. Não quer o meu n.º de BI, não?

Já agora... não fiquei nada surpreendia em saber que era o Sr.!

3:41 da tarde  
Anonymous luis lopes said...

Maria,é bom saber quem são os outros e fazer insinuações não é?
Eu não tenho o costume de pedir o BI a ninguem,só lhe quis dizer que tão ou mais anónima é a Maria, como aquele anónimo que invectivou.

6:52 da tarde  
Anonymous Maria said...

Tem graça ... O Sr. Luis Lopes é que faz insinuações a toda a hora, já para não falar da linguaguem pouco própria que utiliza num blog de altissíma qualidade como este.

Lamento que sobre o teor deste post "Mina de Aljustrel encerra" não tenha dito uma única palavra...

9:51 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home