segunda-feira, fevereiro 11, 2008

"Divisão Policial do Seixal continuaria, decerto, no plano das ideias"

Sabemos que as trapalhadas são o pão-nosso de cada dia no governo do PS, sabemos que firmeza só existe para os mais fracos, quanto toca a mexer nos interesses dos poderosos o governo PS recua e esconde-se atrás de um qualquer parecer, mas se a nível nacional é assim aqui pelo Concelho do Seixal são ainda piores, pois não tendo qualquer ideia ou projecto par o Concelho do Seixal limitam-se à politica reles dos ataques pessoais, mas enquanto o PS anda atarefado com estas questões, existe quem se preocupe com o desenvolvimento do Concelho do Seixal e para garantir uma melhor segurança aos munícipes nada como de aproximar as forças de segurança da população no Concelho e dessa forma foi criada uma nova Divisão Policial do Seixal uma necessidade reconhecida por todos e reivindicada há muitos anos, mas que foi possível agora graças ao bom trabalho da Câmara Municipal do Seixal, pois segundo as palavras do Comandante Matias Diogo, “sem o apoio da Câmara Municipal do Seixal a Divisão Policial do Seixal continuaria, decerto, no plano das ideias”.

No Concelho do Seixal todas as esquadras com a excepção da esquadra da GNR da Aldeia de Paio Pires que está em terrenos da Siderurgia, pertencem ao município do Seixal, basta recordar aqui a recente transferência da PSP para Corroios, onde provavelmente o Ministério da Administração Interna por falta de verbas colocou a PSP provisoriamente numa roulotte sem quaisquer condições, um espaço exíguo que dava para 4 dos 62 agentes da PSP colocados em Corroios, sem condições sanitárias obrigando os agentes da policia a utilizar os cafés da zona, esta deve ter sido um ideia do governo PS para fazer uma vigilância de proximidade, para reduzir os custos a roulotte não dispunha de electricidade, o que levou a PSP a fazer uma puxada de luz de uma loja que estava próxima, quanto a comunicações também eram inexistentes, face a este cenário fica difícil perceber porque não actuou a ASAE, mas fica fácil de perceber que o modernismo e a inovação (apesar de ser uma curiosidade, não considero a roulotte uma inovação) do governo de José Sócrates não passam de um discurso da treta e para solucionar este problema foi necessário uma vez mais a intervenção do poder local e foi a Junta de Freguesia de Corroios a ajudar a solucionar o problema, como é aliás habitual no nosso Concelho e assim tem obrigação de continuar a acontecer, é por isso que a população do Concelho do Seixal reconhece o bom trabalho desenvolvido pelos seus autarcas.

2 Comments:

Anonymous O Pernas said...

POR isso e muito mais é que a PJ está na camara a investigar a robalheira que por lá vai é isto a gestão da camara que nem o presidente fala sobre essa matéria.

5:02 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Péssimo exemplo num estado de direito... a necessidade da autarquia local subsidiar a PSP... quantas multas já passou a PSP a veículos camarários???

3:45 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home