quarta-feira, abril 04, 2007

PS, PSD e CDS chumbam subsídio maternidade proposto por PCP

Durante a campanha para o referendo todos falavam na necessidade de uma maior protecção à maternidade, mas passado o mediatismo da questão e quando as luzes dos holofotes se apagam, logo eles esquecem aquilo que diziam e prometiam, mas hilariantes são as desculpas de quem não tem argumentos, para votar contra um projecto-lei de inteira justiça, que só contou com os votos favoráveis do PCP, PEV e BE, os restantes votaram contra.

Vamos ás desculpas da treta:

1º” PS o projecto-lei é confuso e não se percebe o espaço reservado ao pai”, se o projecto-lei é confuso mas justo que se corrija, o que é para corrigir sem o desvirtuar e se aprove a medida, mas quando a vontade para aceitar esta justa medida não é nenhuma, uma simples vírgula seria suficiente para o partido socialista estar contra.

2º “CDS o número de mulheres que beneficiava seria reduzido, a ideia até é generosa”, estes que se intitularam os defensores da vida, acham que uma lei que sirva poucas mulheres mesmo que sejam as que mais necessitam não se justifica.

3º “PSD se os mecanismos já existentes funcionarem, não são necessárias mais medidas de protecção à maternidade”, estes nem comentários merecem.

Defender a vida é mais do que passeios pelos jardins de Belém, é defender um pacote laboral que não empurre mulheres e homens para a precariedade e para o desemprego, é defender justas medidas de apoio à maternidade e à paternidade, é defender o Serviço Nacional de Saúde gratuito e universal, é defender a escola pública, ou seja é defendendo e melhorando tudo aquilo que este governo de direita do partido socialista tem destruído e que o PSD e o CDS têm vergonha de não o conseguir fazer.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home