sexta-feira, abril 11, 2008

Ainda estamos a tempo de travar as consequências do capitalismo ecológico?



Já aqui falámos por diversas vezes no mito dos biocombustíveis e nas brutais consequências que a corrida ao combustível dito verde poderia ter para a humanidade, infelizmente as consequências estão a surgir mais depressa do que se esperava e até os seus maiores defensores estão a recuar nesta loucura e é com satisfação que vejo a Agência Europeia para o Ambiente defender a suspensão da meta dos dez por cento dos biocombustíveis utilizados nos transportes, até 2020 na União Europeia, em sentido contrario para não variar anda o governo do outra “responsável” pela pasta do Ambiente e actual primeiro-ministro José Sócrates que continua a desbaratar o dinheiro de todos nós nesse erro monumental que são os biocombustíveis, de facto somos muito masoquistas já não basta os prejuízos provocados pelo péssimo trabalho aquando da sua passagem pelos governos de Guterres, ainda lhe “demos” uma maioria absoluta para ele ajudar a afundar ainda mais este canto à beira mar plantado.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home