segunda-feira, março 26, 2007

Campanha arranca em Timor-leste

Começou a campanha eleitoral em Timor-leste e a nossa comunicação social já elegeu o seu candidato, Ramos Horta que fez o arranque da sua campanha na capital Dili num comício completamente fracassado em que não estariam mais de 500 pessoas, quando a organização esperava alguns milhares, logo o candidato começou a prometer mundos e fundos à igreja católica de modo a aproveitar a grande influencia que esta tem em Timor, até a foto do artigo do DN parece ter sido escolhida premeditadamente o pavilhão vazio não daria uma boa imagem e nada como criar a ideia de que este é o candidato mais forte.

Por sua vez Francisco Guterres, "Lu Olo", iniciou a campanha num distrito do interior de onde é originário perante milhares de pessoas, não estavam lá presentes o bispo nem a mulher de Xanana, que eram dos poucos presentes no comício de Ramos Horta, mas estava o povo timorense aquele que lutou contra uma potencia invasora e que neste momento sofre devido à ganância de meia dúzia de interesseiros, esse mesmo povo que se não for alvo de um qualquer golpe de teatro, irá eleger Francisco Guterres.

Quanto ao papel da imprensa portuguesa é caso para dizer que mantêm a sua coerência e tal como na cobertura que fazem por cá, estão do lado dos senhores do dinheiro ou não fossem eles os seus patrões, por isso imprensa livre é coisa que cada vez temos menos.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home