terça-feira, outubro 23, 2007

A qualidade da água e o monopólio que o PS pretende vir a privatizar.


A análise à qualidade da água apresenta piores resultados principalmente no interior do país, nada de novo em Portugal pois os governos PS e PSD têm conduzido o nosso país para esta situação, face à nossa dimensão torna esta situação ridícula, mas infelizmente são eles que nos têm governado, segundo Jaime Melo Baptista, presidente do Instituto Regulador de Água e Resíduos, a qualidade da água não diminui, a percepção da realidade é que é agora maior do que no passado.

"As novas análises que agora se fazem, e que antes não se faziam, tendem a baixar a média da qualidade", explicou ontem Jaime Melo Baptista, presidente do IRAR, em conferência de imprensa. A contribuir para esta contabilização estão análises de algumas entidades gestoras do interior norte do País com problemas graves que não estavam a ser sujeitas a monitorização no passado e que apresentaram agora os seus maus resultados. Mas, no geral, hoje é possível ter uma visão mais realista da situação, que espelha as assimetrias regionais do desenvolvimento do País.

Todos temos noção das assimetrias regionais do país e das dificuldades de quem vive no interior do país, mas olhando somente para o mapa, verifico que o interior Alentejano tem uma realidade bem diferente do interior Norte onde a situação é preocupante e não deixo de pensar nos constantes entraves colocados pelos governos do Partido Socialista aos municípios alentejanos, não permitindo que estes posam gerir a água e o saneamento das suas regiões, que é permitido por lei mas que o governo PS tem boicotado com o objectivo de entregar este recurso ás Aguas de Portugal, o objectivo é garantir o monopólio à AdP para posteriormente poder privatizar, o processo de venda da Aquapor, sub-holding para os sistemas municipais de abastecimento de água e saneamento de águas residuais do grupo Águas de Portugal (AdP), estará concluído no primeiro trimestre do próximo ano.

Seja no Seixal, Mértola, Caminha, Silves ou Beja a água deve ser um bem público e ao contrário do que defendem os Samueis, ou os Vitais Moreiras deste país, temos o direito de nos pronunciar e exigir uma clara discussão de assuntos importantes para a vida e futuro de todos nós, a água é um bem indispensável no dia a dia e não pode nem deve ser tratado como se duma mercadoria qualquer se tratasse, por mais milhões que isso possa trazer aos cofres do governo socialista

2 Comments:

Anonymous luis lopes said...

Kamarada ,o senhor continua um espanto.
Pelo menos daquilo que eu depreendo do seu post,agora com o Sócrates já se fazem análises;então à que esperar para se tirar conclusões.Como dizia o outro -Roma e Pavia não se fizeram num dia-.
Já agora porque é que o senhor não se mete dentro de uma máquina do tempo e regride uns anitos até à democratica União Sovietica onde a agua não era paga e talvez ainda consiga fazer umas analises a essa agua .Depois diga-me o resultado dessa analises.
Já agora e se me permite o conselho se por acaso o senhor for canalizador fique por lá que ainda hoje há lá muito trabalho nesta profissão.Já agora não se esqueça cas juntas para as torneiras.
Para não dizer que eu só falo mal ,informo que a ideia do Paio Pires já vai ser posta em pratica no Alfarim,graças á minha informação apòs ler o seu post sobre o assunto

1:36 da tarde  
Anonymous aldeia pp said...

Já algum tempo que não recebia a visita do senhor Luís “Samuel Cruz” Lopes, passo a explicar não fiz nenhuma critica as análises da água, nem sequer aos resultados gerais, se exige mais e eventualmente o que nunca antes foi exigido será normal que os resultados diminuam sem que isso implique uma redução da qualidade dos serviços prestados, a constatação que fiz é que para regiões que sofrem do mesmo mal "o desprezo dos sucessivos governo", a situação do Alentejo é bem melhor do que no interior norte, na minha opinião fruto do bom trabalho realizado pelas autarquias que sempre deram grande importância à gestão da água, quanto ao voltar para trás no tempo parece ser essa a tónica do PS, mas eu e os meus camaradas estamos mais preocupados com o presente e com o futuro, deixe lá a cassete do papão comunista porque quem maltrata os velhos e come criancinhas já todos sabemos que não são os comunistas.

Quanto ao Alfarim ter aproveitado a ideia do Paio Pires Futebol Clube deixa-me satisfeito como paio pirense, certamente que deixará mais satisfeitos os membros do departamento de futebol do Aldeia, pelo que parece leva jeito para informador por isso me aconselhou a manter anónimo, não fosse o senhor Luis cair em tentação.

3:15 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home