segunda-feira, março 12, 2007

Urgências: duas mil pessoas em protesto


Na sexta-feira a manifestação em frente ao centro de saúde da Amora contou com cerca de 2000 pessoas que não se resignam ao encerramento compulsivo de unidades de saúde, esperamos que este seja o primeiro passo para um grande movimento de reivindicação no concelho do Seixal que impeça o fecho dos SAP de Amora e Corroios e que exija a contratação de mais médicos para os centros de saúde do concelho, neste momento são cerca de 60000 os utentes sem medico de família, já para não falar nas péssimas instalações do centro de saúde de Corroios e a inexistência de um na Aldeia de Paio Pires, porque para melhor servirmos os utentes e reduzirmos os custos no Serviço Nacional de Saúde, temos que apostar nos cuidados de saúde primários.

A Luta continua.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home