quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Sérgio Vilarigues


Sérgio Vilarigues, era um dos poucos sobreviventes do campo de concentração do Tarrafal. Integrou o grupo dos primeiros presos enviados para o Tarrafal em 1936. Tinha sido preso em Lisboa, no mês de Setembro de 1934. Julgado e condenado por pertencer às Juventudes Comunistas e ao PCP, cumpriu integralmente a sua pena no presídio de Angra do Heroísmo, mas, em vez de ser restituído à liberdade, foi obrigado a embarcar para o novo cativeiro do Tarrafal, de onde só viria a sair em 1940, a título «condicional».

Sérgio Vilarigues, dirigente histórico do nosso Partido, que durante muitos anos integrou os seus organismos executivos, deu recentemente uma entrevista ao “O Militante”, cujo número acaba de sair, e na qual dá uma ideia do que representou, no quadro da repressão fascista, a criação do campo de concentração do Tarrafal, tendo salientado que «o campo se destinava a liquidar, em condições menos expostas, uma parte dos elementos firmes da luta contra o fascismo».

Um pequeno texto que podemos encontrar aqui, uma ínfima parte da grande historia de luta do nosso camarada Sérgio Vilarigues, ele é um dos imprescindíveis a que Brecht se referia, até sempre camarada.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home